• Contato
    Entre em Contato
    Ambulim
    Rua Dr. Ovídio Pires de Campos, 785
    Cerqueira César
    Cep: 05403-010 - São Paulo/SP

    Tel: +55 (11) 2661-6975
    Email: ambulim.ipq@hc.fm.usp.br

Telefone: (11) 2661-6975

História

O Programa de Transtornos Alimentares – AMBULIM do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo foi criado no primeiro semestre de 1992, quando não havia no Brasil nenhum centro especializado no tratamento dos transtornos alimentares.

A prioridade foi a formulação de um modelo de atendimento adaptável às condições do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (IPq-HC-FMUSP) e do país como um todo.

Inicialmente chamado de Ambulatório de Bulimia e Transtornos Alimentares, nome que originou a abreviatura AMBULIM, atualmente somos considerados o maior centro especializado do Brasil e da América Latina, oferecendo tratamento ambulatorial e enfermaria totalmente gratuito para pacientes de qualquer ponto do país.

Lidando com a completa ausência de recursos, o AMBULIM mantém-se com verbas de projetos de pesquisa, atividades didáticas e doações. Baseando todo seu atendimento no trabalho voluntário da quase totalidade de seus membros utilizando recursos pessoais para a aquisição de material básico de funcionamento, além de auxiliar pacientes e familiares em situações como moradia, compra de medicações, etc.

Ao longo de seus 20 anos, o AMBULIM já atendeu mais de 3 mil pacientes oferecendo além do tratamento ambulatorial, o hospital-dia e a única enfermaria especializada do Brasil com 10 leitos. Infelizmente esse numero de leitos é insuficiente para a demanda necessária e a alternativa é a criação de mais leitos para o tratamento de pacientes com transtornos alimentares e o treinamento de equipes especializadas para o atendimento.

Preocupado com a atividades de formação temos ao longo desses anos formados médicos residentes em psiquiatria, psicólogos, nutricionistas, assistentes sociais, educadores físicos, enfermeiros, terapeutas ocupacionais e outros profissionais da saúde para o atendimento adequado desses pacientes. Ainda assim é pouco, muito pouco para a necessidade do país.

© Ambulim Powered by BRA Interactive, todos os direitos reservados.